Reprodução e cultivo laboratorial do mexilhão-dourado geneticamente modificado

por nov 22, 2020

O mexilhão-dourado tem reprodução externa, ou seja, machos e fêmeas liberam seus gametas (espermatozóides e ovócitos) para a água, onde ocorre a fertilização e posterior desenvolvimento dos embriões, larvas e adultos. Mexilhões, selvagens e geneticamente modificados, serão submetidos ao processo de reprodução laboratorial e larvicultura para a produção de até cinco gerações (em sistema de contenção). O processo envolve técnicas como sexagem, indução de desova, contagem de gametas viáveis, contagem e estagiamento de larvas, produção de microalgas para alimentação dos mexilhões, entre outras.