Bio Bureau

Bio Bureau Blog

Reconhecer categorias é mais fácil do que gradientes

  • 11 de agosto de 2018
  • By
  • In Sem categoria
  • No Comments

[Por que] O cérebro humano é uma maquina de reconhecer padrões e somos muito melhores em reconhecer categorias do que gradientes (você já leu ‘Subliminar’ de Leonard Mlodinow?). Essa é a razão pela qual somos tão ineficientes ao estimar quantas ‘horas’ vamos levar para cumprir uma tarefa, mas somos muito eficientes em dizer ‘essa tarefa vai ser mais difícil do que aquela’. O cérebro humano também é um eterno caçador de recompensas: cada vez que você alcança uma realização, ganha uma dose de endorfina, dopamina ou serotonina, que são os nomes químicos para o que chamamos de… prazer. Não realizar objetivos, por outro lado, leva a depressão pela falta dessas substâncias químicas. O cérebro também tem pressa, e não gosta muito de trocar um pequeno prazer no presente, por um grande prazer no futuro. Afinal, “Como será o amanhã? Responda quem puder?”

Por isso, [O Que] dividir tarefas maiores em tarefas menores, ajuda [Quem] você (e a empresa) [Para que] a realizar mais tarefas, mais rápido, com mais prazer.

[Como] Na hora de dividir tarefas em sub-tarefas, um critério fundamental é o grau de desafio. Para uma tarefa ser motivadora, ela tem que ter o grau certo de desafio. Se ela for fácil demais, perdemos a motivação. Se for difícil demais, perdemos a motivação. Isso faz com que a definição do desafio seja subjetiva, por que o que é fácil ou difícil para cada um, depende da experiência, habilidades e competências de cada um.

[Como] Organizar categorias em uma escala pode ser um ótimo substituto para um gradiente. Afinal, lembrar se o seu tamanho de roupa é ‘pequeno’, ‘médio’ ou ‘grande’ é mais fácil do que lembra as medidas, em centímetros, do seu peito, cintura, ombro e a distância entra abdomen e pescoço. A Sequência Fibonacci é uma ótima maneira de categorizar tarefas quanto ao grau. Isso por que a sequencia não é continua e os intervalo entre dois números aumenta com o valor do número, criando ‘categorias’ de valores diferentes, facilmente associáveis. Não importa se a categoria é desafio, esforço, dificuldade, complexidade, custo…  você vai poder atribuir um grau Fibonacci a ela que permitirá facilmente a classificação de uma tarefa.

Leave a Reply